19 de setembro de 2014

Ari Riboldi em São Marcos

Recebemos o seguinte relato do escritor Ari Riboldi sobre sua participação no projeto Autor Presente:

"Meu Dia de Autor Presente:

   Fiquei feliz por ter sido o autor escolhido pela Escola Estadual Orestes Manfro, de São Marcos, dentro do Projeto Autor Presente - edição 2014 -, do Instituto Estadual do Livro. Fiquei ansioso, esperando o dia para me encontrar com os alunos da 5ª, 6ª, 7ª e 8ª série. Será que eles gostaram de meus livros? Será que foram estimulantes para que apreciem mais ainda a leitura? Será que despertaram a criatividade para produzirem outros textos? Eis que chegou o dia 17 de setembro, data do encontro. Eu não conhecia a cidade, não conhecia a escola nem alunos e professores. Era tudo novo.
   Na prática, fui eu quem recebeu um inesquecível presente. A escola realmente valoriza o projeto. A direção, a bibliotecária, as professoras de Língua Portuguesa e demais professores, todos se envolveram na atividade. Os alunos poderiam ter feito uma simples leitura dos meus 5 livros e nada mais. No entanto, não foi o que ocorreu. Eles fizeram a leitura e produziram vários trabalhos. Significa que, sob a orientação de dedicados e qualificados professores, os estudantes leram e fizeram uma nova leitura dos textos meus. Esse é o segredo de criar novos leitores e prepará-los para aperfeiçoar a fala e a escrita.
   Encontrei um bode gigante de papel, semelhante ao da capa do meu livro "O Bode Expiatório 2". Nele, fotos representativas de quem sofre preconceitos ou representa os "bodes expiatórios" da humanidade. Muitos cartazes pelas paredes com frases, expressões, termos e ilustrações, sempre com inspiração nos livros lidos. Não foi só isso: as turmas apresentaram duas peças breves de teatro, um vídeo com a filmagem, narração, comentários de todos os personagens de um jogo de futebol - jogadores, narrador, comentarista, técnicos, torcedores -, com a linguagem específica do futebol, tomando como base o meu livro "Cabeça de Bagre", termos, expressões e gírias do futebol. Recebi deles dois livros com produções textuais: a) "Produções textuais baseadas nas obras de Ari Riboldi" - 25 textos de elaboração individual ou de dupla com narrativas que inseriram expressões de meus livros; b) "Expressões de São Marcos" - um dicionário de termos e expressões características do município de São Marcos, com ilustrações, um trabalho de pesquisa sobre a linguagem da população local.
     No horário das 8h30min às 10h, conversei com os alunos da 5ª e da 6ª séries; das 10h30min até o meio-dia, foi a vez das turmas de 7ª e 8ª série. Pude dar o meu recado com a maior tranquilidade, pois estavam todos animados para conhecer o autor. A diretora, a bibliotecária e as professoras das turmas também eram atentas ouvintes. Vivi momentos de imensa alegria, de orgulho e de gratificação. Autografei livros, autografei cadernos, autografei cadernetas, papéis avulsos. Eu me senti como se fosse um grande escritor, tal foi a receptividade, a atenção, o interesse e o entusiasmo deles. Fizeram muitas perguntas. Fui brindado pelas cenas de teatro, pelo vídeo e pelos dois livros de produção de textos.
     Em toda a manhã, contei com o apoio, a atenção e a presença da diretora, da bibliotecária e das professoras. Todas prestigiaram do começo ao fim o meu encontro com os estudantes. Foi um dia gratificante, em que senti o quanto vale a pena escrever. Como é bom sentir o trabalho da gente valorizado, bem utilizado pelos professores. Fui o Autor Presente, mas a escola me deu o maior presente do ano, com o sorriso e alegria dos alunos, com a atenção e o entusiasmo dos professores, com os trabalhos que pude ver e receber. Uma escola pública bem organizada, com alunos receptivos, leitores e com extrema criatividade. Isso não acontece gratuitamente. Com certeza, é o fruto de uma comunidade escolar comprometida, com professores dedicados e bem preparados para a sua função. Passei uma manhã de emoções e de realizações. Um fato que me chamou a atenção: todos os estudantes usando o uniforme da escola.
    Para mim, foi um feliz e emocionante encontro. Saí de lá leve, contente, realizado e com um propósito: quero voltar para rever alunos e professores.

    Meu abraço e minha gratidão à comunidade da Escola Estadual Orestes Manfro!"




Nenhum comentário:

Postar um comentário